Culinária Macrobiótica

Culinária Macrobiótica

Quem segue a conta do blog no instagram já deve ter reparado que ultimamente tem aparecido por lá uns pratos de Culinária Macrobiótica e cada um com melhor aspecto que o outro!!

Comecei por fazer um workshop de introdução e gostei mesmo muito, todo o conceito e envolvência fez todo o sentido para mim.

“somos o que comemos, comemos o que somos”

A abordagem é bastante clara, assim como os conceitos, não sendo no entanto fundamentalista, que é uma coisa que detesto e teria feito com que fugisse de lá a sete pés… ou que não voltasse, vá.
Como disse gostei bastante, por isso resolvi aprofundar mais os conhecimentos na medida do possível num curso básico de Culinária Macrobiótica.

A macrobiótica muda o estilo de vida, sendo que nos faz ter a consciência do efeito dos alimentos no nosso organismo e como é que ele reage dependendo dos alimentos que ingerimos. Trata-se de fazer escolhas conscientes da alimentação que temos e do impacto que isso tem na nossa vida.

Sendo assim não existem alimentos proibidos, trata-se de escolher o que é melhor para nós, os cereais integrais e os vegetais são os alimentos mais adaptados e aqueles que mais nos ajudam a manter a saúde, a carne não é de todo o mais indicado e claro que os alimentos processados são a pior coisa que podemos escolher, assim como o açúcar.

Posso dizer já que não é nada fácil, pois tem imensos alimentos que são estranhos ao nosso dia a dia e tipo de alimentação dita “normal”. Tudo o que provei durante as aulas é delicioso, desde a sopas aos pratos e as sobremesas apesar que não conterem um único grão de açúcar. O difícil é mesmo reproduzir e cozinhar aquilo em casa da forma deliciosa que provamos nas aulas, pois tem muitos ingredientes estranhos para mim e temperos dos quais não estou habituada. Pode-se tornar frustrante ao inicio quando tentamos replicar o maravilhoso prato que provamos nas aulas e depois a coisa não sai nem lá perto, mas com calma, tempo, tentativa erro acho que chego lá.

A ideia é tentar mudar aos poucos, fazer um prato aqui e outro ali, introduzir um ingrediente diferente todas as semanas e quem sabe a coisa aos poucos vai entrando. Hoje em dia os alimentos são demasiado processados, tem demasiado açúcar em tudo o que comemos (contra mim falo que sou uma verdadeira chocolato dependente) e por tanto acho que temos que começar a tentar melhorar alguma coisa, nem que seja pequena já vale a pena.

Dito isto, vão começar a aparecer por aqui uns pratos mais diferentes e com os tais ingredientes estranhos, sendo que vou tentar explicar cada escolha e cada ingrediente e como se utiliza. Espero que gostem destas novidades e me acompanhem nesta viagem.

aahh !! E sim… come-se chocolate!! Não é um dos alimentos a evitar … Pelo menos para mim :D